Obrigado Por Visitar Cão Amigão!

Nosso objetivo é ajudar entender a psicologia canina e técnicas de adestramento, para ajuda-lo ser um bom dono(líder) e conquistar o respeito e atenção do seu amigão. Sua participação é muito importante para melhorar o conteúdo do site. Partícipe!!!

Dicas

Criamos este espaço para ajudar compreender um pouco o comportamento do seu cão, as informações contidas aqui foram criadas pelo nossos colaboradores.  Todos os nossos textos estão abordados de forma resumida, onde procuramos passar as instruções de forma simples para compreender melhor seu amigão.  As informações postadas aqui não poderá ser vendida ou utilizada para fins comerciais (reprodução).


INICIANDO O ADESTRAMENTO

Antes de usar estas dicas,  é  importante tenha que tenha conhecimentos dos Posts, Matilha e Líder da Matilha 


O COMANDO “NÃO”
O cão Alpha (líder de uma matilha) pode prevenir um outro membro do grupo para não se aproximar de um recurso (comida, locais de repouso, fêmeas no cio, etc.) com um simples olhar de advertência. Você também poderá fazer isso, ensinando o seu cachorro a recuar ou manter distância de algo com apenas uma palavra dita em tom baixo e calmo. É uma maneira maravilhosa de impressionar o seu cachorro com a sua liderança e pode ser uma maneira prática de impedir o seu cachorro de pegar um pedaço de comida que você acabou de deixar cair no chão, os brinquedos das crianças ou o seu sapato preferido! Um bom profissional poderá ajuda-lo a ensinar este valioso comando ao seu cachorro.
A primeira coisa a ensinar seu cão é o comando “NÃO”, ele tem que saber o que pode, e o que não pode. O “NÃO” tem que ser aplicado de uma forma que o cão entenda que esta fazendo algo errado. Para isso tenta utilizar tons de voz forte, fazendo que seu cão preste atenção em você. Muitos livros recomendam utilizar sons como “Shiiiiiiiii ou Heiiiiiiiiiiiiii.....” que tem os mesmos efeitos.
Para o cão assimilar o “NÃO”, pegue um brinquedo ou objeto que ele goste e junto com outros objetos que você não gostaria que seu cão pegasse como revistas, chinelos, telefones, controle remotos, etc. Espalhe todos esses objetos junto com o brinquedo do seu cão de uma maneira que chame atenção dele. Quando ele for pegar um objeto que não seja o brinquedo dele utilize o comando “NÃO”, quando pegar o brinquedo dele faça festa e recompense. Dessa forma ele irá compreender quando esta fazendo algo correto.

CARINHO
Acredito que fazemos carinho nos nossos cães por no mínimo duas razoes: é uma sensação muito boa para nós (diminui a nossa pressão sanguínea e o batimento cardíaco) e consideramos uma forma de dizer aos nossos cachorros como gostamos deles. Quando um cachorro vai até você, invade o seu espaço e insistentemente solicita a sua atenção, ele não esta necessariamente sendo carinhoso, amoroso ou fofinho. Ele esta exigindo que você faça carinho e se você fizer você estará ensinando a ele que poderá insistir para você obedecer (na cabecinha dele ele é o líder). Pense nas conseqüências. Se o seu cachorro pode ir ate você e dizer o equivalente a “Hei humano! Faça carinho em mim AGORA!” e você como um bom subordinado obedece, porque ele iria deixar que você retire dele aquela costelinha de porco que ele acabou de roubar do balcão da cozinha? O mesmo quando você faz um pouco de carinho e ele fica insistindo por mais. Por outro lado, você pode e deve utilizar o desejo por atenção do seu cão para motivá-lo a fazer o que você pedir. Se ele deseja ser acariciado e você deseja fazer carinho nele, apenas peça para ele sentar ou deitar, por exemplo. Assim ele estará aprendendo que para conseguir o que deseja basta apenas ser paciente e obediente.
Caso o seu cachorro tenha mordido você siga a risca as instruções abaixo, conforme ele for aparentando mais calma e tranqüilidade você poderá modificar um pouco as instruções e permitir alguns carinhos “livres”;


  1. Faça carinho nele somente quando ele obedecer algum comando;
  2. Mantenha os carinhos em sessões curtas. Não fique com ele por muito tempo no colo ou por muito tempo fazendo carinho. Faça um pequeno afago por alguns segundo e ocupe-se com outras coisas; 
  3. Se você estiver com vontade de fazer carinho nele, chame ele primeiro, quando chegar perto de você, peça um comando e só então inicie a sessão. Nunca vá ate o seu cachorro e de carinho gratuito; 
  4. Se o seu cão ficar solicitando carinho, seja com o focinho ou a patinha em suas mãos ou pernas, pulando, latindo ou qualquer outro tipo de comportamento, siga alguma das instruções abaixo: 


    • Bloqueio com o corpo (mais informações a seguir). Proteja o seu território com os cotovelos, ombros ou joelho levante a cabeça e olhe em outra direção; 
    • Peça algum comando (SENTA ou DEITA) e somente após ter obedecido e permanecer na posição você fará carinho. 


BLOQUEIO COM O CORPO
Donos que só conseguem controlar seus cães com uma coleira e guias possuem cães que respeitam guias, não seus donos. Uma guia pode ser uma ferramenta útil e segura e ocasionalmente uma ferramenta para treinamento, ou pode acabar sabotando todo o seu esforço em fazer com que o seu cão escute você. Se você sempre utilizar a guia para controlar os movimentos do seu cachorro, quem esta no controle? Uma das formas que os cães mantêm a posição de liderança é controlando o uso do espaço por outros indivíduos, ao invés de controlar todo e qualquer movimento que outro cachorro faça. Cães conduzem uns aos outros simplesmente posicionando seus corpos na direção a ser seguida pelos outros cães e você pode e deve fazer o mesmo. Tudo o que você precisa fazer é posicionar o seu corpo na direção de movimento do seu cachorro e inclinar-se sutilmente para frente. Esta, por exemplo, é a melhor maneira de impedir que o seu cachorro saia do comando FICA: simplesmente observe atentamente e assim que ele começar a se levantar, incline o seu corpo na direção do seu cachorro e levante os seus braços para cima e para fora para efetivamente bloquear este espaço. Cães são bastante sensíveis a sinais visuais, então incline-se para traz um pouco assim que ele sentar-se (ou deitar-se) novamente, caso contrario você estará colocando muita pressão sobre ele. O bloqueio com o corpo pode e deve ser utilizado para interromper outros movimentos indesejados do seu cachorro. Por exemplo, se o seu cão pular em você enquanto você esta sentado no sofá, você não terá controle (ou liderança) empurrando o seu cachorro para longe de você com as suas mãos. As nossas mãos estão muito relacionadas a coisas boas como carinho, comida e brincadeira e acredito que devam ser utilizadas somente para este propósito, afinal não queremos que os nossos cães sintam-se ameaçados quando aproximarmos as mãos deles. Além disso, os cães não vêem tapas e empurrões como correções naturais para eles. Se você insistir em empurrar com as mãos, eles podem tanto pensar que você realmente quer brincar ou iniciarem uma agressividade defensiva. Uma excelente técnica é colocar as mãos contra o peito e empurrar o cachorro com os ombros ou cotovelos. Utilizar o torso aparentemente é compreendido pelos cães como um gesto relacionado a status e é muito mais efetivo para interromper comportamentos fisicamente insistentes dos cachorros. Note que novamente você estará inclinando o seu corpo na direção do cachorro, efetivamente tirando o espaço dele.

ATENÇAO: caso o seu cão tenha mordido ou seriamente ameaçado você, por favor, não tente as soluções acima sem a ajuda de um profissional especializado em comportamento canino.

OLHAR PARA LONGE:
Se o seu cachorro estiver insistindo pela sua atenção, simplesmente cruze os braços, vire a sua cabeça para cima e na direção contrária a do seu cachorro. Caso o cachorro se movimente para o outro lado (na direção dos seus olhos), vire a cabeça para o outro lado novamente. A intenção é olhar para cima e na direção oposta do seu cachorro, fazendo de conta que você não esta tomando conhecimento da existência dele. Esta é uma excelente estratégia para utilizar sempre que o seu cachorro insistir por carinho ou brincadeira. Caso o seu cachorro tenha rosnado, tentado morder ou efetivamente mordido você, ignore-o por diversos dias, não cruze olhares com ele.

DEITA E FICA
Ensine o seu cachorro a obedecer aos comandos DEITA e FICA em diversas situações. O objetivo é que em poucas semanas ele possa obedecer ao comando e permanecer na posição por no mínimo meia hora em um momento tranqüilo do dia. Treinar enquanto você assiste televisão e o resto da casa esta em silencio é uma boa estratégia. Faça com que ele deite entre você e a televisão, assim ele estará no seu campo de visão e você poderá corrigi-lo se ele se movimentar antes de você libera-lo. Lembre-se, o seu cachorro devera aprender a obedecer ao comando FICA nas mais diversas situações e com diversas distrações. Mas não espere que ele aprenda do dia para a noite. Um aprendizado gradual e progressivo é fundamental (leia o Material Complementar para Clientes). Comece solicitando DEITA/FICA mais longos durante as horas mais tranqüilas e tendo consciência de que o seu cachorro provavelmente ira se levantar automaticamente caso você se levante (ajude visualmente sinalizando o comando FICA antes de você se movimentar). Utilize o bloqueio de corpo ensinado anteriormente para constantemente corrigir sempre que ele sair do comando. Não perca a paciência, não fique bravo com o seu cachorro e nunca grite com ele. A maioria dos cachorros terá um melhor desempenho se você permanecer em silencio, exceto por um comando FICA em tom baixo e calmo, sempre dado em conjunto com um sinal visual claro do comando para ajudar o seu cachorro a entender exatamente o que você deseja.

ESPERA NA PORTA
Cães Alpha (líderes de matilha) têm acesso prioritário aos recursos limitados, o que significa que eles deverão passar primeiro pela porta (portão ou qualquer outra passagem) para conseguir o que quer que esteja do outro lado. Provavelmente uma das causas pelas quais a maioria das brigas entre cachorros acontece em vãos de portas para decidir quem sairá (ou entrará) primeiro. Este costume não é muito diferente na nossa espécie – você se atravessaria na frente do seu chefe para passar pela porta? Caso o seu cachorro tenha o costume de se atravessar na sua frente toda vez que você vai passar por uma porta, portão ou mesmo para entrar ou sair do elevador ele com certeza não está respeitando você, nem sendo educado e paciente. Você poderá lidar com o desespero de sair pela porta primeiro de duas maneiras: A primeira é pedir o comando SENTA e ESPERA), ir em direção à porta primeiro e depois liberando o cachorro para seguir você. A segunda maneira é utilizar o bloqueio de corpo para afastar o seu cachorro da porta e bloquear novamente sempre que ele tentar passar na frente de você sem que você tenha permitido. Evite utilizar a guia, você estará apenas admitindo para o cachorro que você não tem qualquer controle. Exemplo: você esta saindo para um passeio com o seu cachorro. Ele provavelmente chegara primeiro à porta, afinal os cães aparentam mover-se na velocidade da luz quando querem alguma coisa. É claro que você não conseguirá controlá-lo se estiver atrás dele, então simplesmente deslize o seu corpo entre o cachorro e a porta e direcione-o para trás, longe da porta. Ele provavelmente continuará tentando chegar até a porta na sua frente, porém continue bloqueando com as suas pernas (movendo-se de um lado para outro e para frente) até que ele desista. Só então mova-se até a porta (ainda de frente para o cachorro) e abra somente uma fresta. A maioria dos cachorros ira mover-se assim que a porta abrir, este é o momento em que você devera dar um passo na direção do cachorro, bloqueando o espaço e novamente direcioná-lo para longe da porta. Assim que ele tiver recuado, você da um passo para o lado, liberando o caminho até a porta semi-aberta e de uma chance para ele tomar a própria decisão. Caso ele decida permanecer no lugar e não avançar, abra a porta, de um passo para fora e diga VEM. Tudo que ele quer é sair para passear e agora ele sabe como conseguir.

QUATRO PATAS NO CHÃO
Os cães interpretam o aumento de tamanho na vertical como um aumento de status. Mantenha os “alpinistas sociais” no chão! Qualquer cachorro com um temperamento forte, inclinações para assumir a liderança da casa, problemas de agressividade e/ou que não obedeça você não deverá subir nos móveis da casa (sofás, cadeiras, mesas e cama). Se você nunca enfrentou qualquer problema e o seu cachorro é bastante tranqüilo e submisso, vá em frente e convide ele para subir no sofá (cama, cadeira) enquanto você estiver ali. Mas a iniciativa devera ser sua e não do cachorro.

ATENÇAO: Nunca force um cachorro para descer do sofá ou da cama caso ele já tenha demonstrado qualquer sinal de agressividade. Ele poderá revidar e morder você. Procure a ajuda de um profissional que utilize métodos de reforço positivo para garantir que o cachorro fique feliz em obedecer. 

UTILIZE OS COMANDOS DE OBEDIENCIA NO SEU DIA-A-DIA
Ao invés de realizar uma longa e organizada sessão de treinamento a cada dia, o seu cachorro ficará muito mais bem comportado se você incorporar os comandos de obediência no dia-a-dia, de maneira que eles façam parte da rotina do seu cachorro. É muito fácil – apenas peça para ele obedecer algum comando sempre que ele desejar algo (como o prato com comida, carinho, que você abra uma porta, jogue bolinha, etc.). Ensinando os comandos SENTA, DEITA e FICA você poderá praticar a sua liderança diariamente (lembre-se o Líder é um cargo vitalício que exige dedicação 24 horas por dia). O segredo é você entender que os cães irão trabalhar para conseguir algo que eles queiram – o seu trabalho é saber o que o seu cão quer naquele momento em particular. Nenhum cachorro quer comida o tempo todo, assim como nenhum cachorro quer carinho todo o tempo. Assim como nós, o que eles querem varia de um minuto para o outro. Então utilize este principio para que ele trabalhe a seu favor e não contra você. Faça com que os comandos de obediência sejam relevantes no dia-a-dia, então o seu cachorro irá aprender: “Oh, agora eu entendo, a melhor maneira de controlar o meu ambiente e conseguir o que eu quero é fazer o que o meu dono pede”.

LÍDERES ESTAO NA DIANTEIRA
Assegurando que o seu cachorro irá permanecer no comando JUNTO quando você solicitar é uma parte importante de ser líder. Afinal, se o seu cachorro liderar a caminhada e permanecer na dianteira, ele é o líder, correto? O comando JUNTO é a melhor maneira de ensinar o seu cachorro a prestar atenção em você e permitir que você decida qual a direção a tomar e em qual velocidade. Mas lembre-se, você não poderá ensinar um bom comando JUNTO simplesmente forçando o seu cachorro a permanecer ao seu lado. Ao invés, siga as instruções de bons livros ou solicite a ajuda de bons profissionais que utilizem reforço positivo para ensinar os comandos de uma maneira divertida que você e o seu cachorro irão gostar. O segredo é motivar o seu cachorro a andar ao seu lado. Você não precisa manter o seu cachorro o tempo todo na posição do JUNTO, principalmente se a única atividade dele é caminhar com você pela vizinhança. Isto demandaria muita concentração sem permitir que o seu cachorro possa relaxar justo no que provavelmente é a melhor hora do dia para ele. Mas você também não quer que o seu cachorro arraste você por todo o quarteirão. A caminhada perfeita deverá ser equilibrada. Sempre inicie e termine a caminhada com o cachorro prestando atenção e obedecendo você. Os primeiros minutos, logo que vocês saem de casa é o momento ideal para fazer com que ele atenda ao seu comando, após alguns minutos (segundos no inicio do treinamento) de um bom trabalho com o comando JUNTO, deixe que ele cheire o chão e se distraia com os odores, barulhos e imagens ao redor. Então, peça que ele obedeça ao comando JUNTO no inicio e ao final da caminhada e permita um pouco de liberdade para ele na maior parte do tempo.

BRINCADEIRAS
Os cachorros definem vários dos seus problemas relacionados a status durante as brincadeiras, sendo assim você precisa ficar atento em como a maneira de você brincar com o seu cachorro pode tanto promover o seu cachorro a uma posição acima de você na escala hierárquica ou manter ele feliz com a sua liderança. Lembre-se que o líder da matilha é quem inicia qualquer mudança comportamental, então sempre que o seu cachorro exige algo (“Brinque comigo, AGORA!”, “Faça carinho em mim, AGORA”, “Deixe eu sair para a rua, AGORA!”) ele esta se considerando na posição de líder da matilha. Você é quem deverá iniciar as sessões de brincadeiras e você deverá ser capaz de encerrar a brincadeira a qualquer hora, com uma simples palavra dita de maneira calma. Não deixe que o seu cachorro empurre você com o nariz (fique insistindo com a pata, pulando ou latindo) e exija que você jogue uma bolinha, por exemplo. Não é bonitinho, doce ou amoroso, é agressivo. Fique atento a brincadeiras como o cabo de guerra. Os lideres da matilha sempre acabam com o “premio” (no caso o brinquedo), ou seja, eles sempre ganham. E se você constantemente brinca de cabo de guerra com o seu cachorro e ele sempre acaba com o brinquedo na boca, então novamente ele acabou de se promover ao status de líder da matilha. Algumas pessoas aconselham a nunca brincar de cabo de guerra com um cachorro e eu realmente não aconselharia se você alguma vez teve qualquer problema em retirar algo da boca dele. Caso isto nunca tenha acontecido e o seu cachorro tranquilamente solta qualquer brinquedo (mesmo um osso) quando você pede e você realmente gosta desta brincadeira, apenas tenha certeza de sempre acabar a brincadeira com o objeto na sua mão e guarde longe do cachorro quando você decidir parar. Finalmente, nunca brinque de luta com o seu cachorro. Esta é uma brincadeira que infelizmente ensina os cães a brincarem de forma bruta e agressiva com os humanos e isto na maioria das vezes acarreta confusão. Talvez, não com a pessoa que tenha iniciado a brincadeira, e sim, mais provavelmente, com uma criança que inocentemente estava brincado delicadamente com o cachorro e este acabou dando uma “mordida de brincadeira”. Os cães podem ficar bastante agitados durante uma brincadeira e assim como brigas algumas vezes começam durante um jogo de futebol, excesso de agitação pode algumas vezes levar a agressividade nos cachorros. Ao invés de brincadeiras agressivas, jogue bola, frisbee, ensine comandos como um jogo, ensine o comando PROCURA, ensine truques divertidos, saia para correr, nadar e milhões de outras maneiras para vocês se divertirem juntos, mas nunca, NUNCA brinque de lutas ou outras brincadeiras agressivas com o seu cachorro.

Texto escrito com base na brochura How to be the Leader of the Pack…and Have Your Dog Love You for it! de autoria de Patrícia B. McConnell, Ph.D.

0 comentários:

Postar um comentário